-
-
1 138 m
873 m
0
17
34
68,36 km

Megtekintve 943 alkalommal, letöltve 6 alkalommal

közel Cruzília, Minas Gerais (Brazil)

Diário de Bordo. 14º e último dia de pedal.
Trecho: Cruzília (MG) a São Lourenço (MG). Hoje pedalei muito, mas muito devagar. Gostaria que não acabasse. Passou muito rápido. Foram 723 quilômetros pela Estrada Real, englobando o Caminho dos Diamantes (Conceição do Mato Dentro a Ouro Preto), Caminho Novo (Ouro Preto a Queluzito) e Caminho Velho (Casa Grande a São Lourenço). Almocei em Baependi, uma das mais belas cidades do Sul de Minas Gerais. A Igreja Matriz de Montserrat é um espetáculo à parte. O filé parmegiana (será assim?) também estava espetacular. Mais 5 quilômetros em terreno plano, cheguei a Caxambu, do indígena Cata-mbu, que significa "água que borbulha". Parada para rever o Parque das Águas de Caxambu (210 mil metros quadrados), local no qual a água mineral sai da terra com gás. No parque existem 12 tipos de águas com diferentes características e propriedades. Essas águas são poderosas, tanto que a Princesa Isabel tratou de sua esterilidade com as águas de Caxambu (MG). Após um mês de tratamento, vieram três filhos. Em agradecimento, mandou erguer a Igreja de Santa Isabel da Hungria. Todas as informações históricas dos meus relatos diários foram retiradas do Guia de Cicloturismo Estrada Real. Caminho Velho, de Antônio Olinto e Rafaela Asprino. Às 17h 30 atravessei o Portal de acesso a São Lourenço (MG) e dei por cumprida mais uma viagem sobre duas rodas. Do jeito que planejei, executei. Que venham outras. E àqueles que quiserem, que se sentirem dispostos, não percam a oportunidade de pedalar pela Estrada Real. Não importa se muitos ou poucos quilômetros. O que importa é realizar esse passeio por lugares de belezas singulares e com muita História do Brasil Colônia para relembrar ou aprender. Quem pedala pela Estrada Real, volta. Essa é a minha terceira andança por esses caminhos

Hozzászólások

    You can or this trail