Idõ  7 óra 36 perc

Koordináták 1814

Uploaded 2020. november 17.

Recorded november 2020

-
-
776 m
317 m
0
3,6
7,2
14,33 km

Megtekintve 294 alkalommal, letöltve 14 alkalommal

közel Fafião, Vila Real (Portugal)

FOTOS DESTA E DE OUTRAS TRILHAS EM ”CAMINHANTES"


TRILHO DO PÃO, DO AZEITE E DOS MIRADOUROS (PR1-MTR) COM VARIANTES À TRAVESSIA DOS RIOS FAFIÃO E CONHO PARA DIAS DE INVERNO OU MAIOR CAUDAL DE ÁGUA


Voltamos a Terras de Fafião para percorrer mais um dos percursos de pequena rota sinalizados com inicio e fim na peculiar aldeia de Fafião. Percurso inserido dentro dos limites do Parque Nacional Peneda-Gerês e que nos leva maioritariamente por caminhos agrícolas e carreiros de pastores das freguesias de Cabril (concelho de Montalegre) e Vilar da Veiga (concelho de Terras de Bouro).

Marcado pela luxuriante paisagem da aldeia do Parque Nacional Peneda-Gerês, Fafião, o Trilho do Pão, do Azeite e dos Miradouros oferece ao longo dos 14km realizados, duas perspetivas diferentes. Os primeiros quilómetros fazem-nos reviver as tradições da aldeia por meio de uma visita a locais históricos como por exemplo o Miradouro da Eira da Galega, o Fojo do Lobo, o centenário Lagar e Moinho comunitário e as Silhas dos Ursos. Restantes quilómetros do trilho são compostos por excelentes Miradouros, locais mais elevados onde é possível observar a Aldeia e o Cávado até voltar a Fafião pela zona de cultivo da aldeia, a Veiga.

O PR1-MTR Trilho do pão, do azeite e dos miradouros foi uma agradável surpresa pela sua beleza e variedade paisagística. Infelizmente não encontramos qualquer referência ou descrição ao percurso na página da Câmara Municipal de Montalegre ou do Parque Nacional Peneda-Geres. Não obstante o percurso está bem sinalizado e dispõem de painéis informativos no inicio e ao longo do trilho.


Monumento ao Lobo de Fafião

Realizamos o trilho depois de uns dias de alguma precipitação pelo que encontramos um grande caudal no Rio Fafião e no Rio Conho que impossibilitaram a sua travessia em segurança. No local existem placas de advertência para o perigo: “Piso escorregadio, Risco de queda, Em época de inverno e chuvas não atravessar”. Como já prevíamos esta contrariedade planeamos duas variantes para seguir em caso de maior caudal dos rios e que não desvirtuam em nada o percurso oficial.

O PR1-MTR, por estar inserido numa Área de Proteção Parcial Tipo II do PNPG não carece de autorização prévia do ICNF para grupos até 15 participantes. Para grupos superiores, o pedido de autorização ao ICNF pode ser realizado por correio eletrónico para pnpg@icnf.pt. O pedido deverá conter as caraterísticas da atividade que se pretende realizar: hora de início, hora prevista de fim, numero de participantes e um ficheiro kml/gpx contendo o trajeto previsto do percurso, além do nome completo, contacto telefónico e morada do signatário para envio do original da autorização.



DESCRIÇÃO DO PERCURSO

Iniciamos o percurso no pequeno largo da aldeia onde encontramos o Painel Informativo do PR1-MTR. Seguimos pelo casario da peculiar aldeia em direção à Eira da Galega, lugar no cimo da aldeia com vista panorâmica privilegiada para as habitações mais características de Fafião. Este local era usado por quem não tinha eiras próprias.

Já na saída da aldeia passamos pelo Fojo do Lobo, armadilha em granito de paredes convergentes, com cerca de 64 metros de comprimento e 2,17 metros de altura média, revelando a boca do fojo ao seu término um desnível ascendente. É o maior fojo deste tipo na península ibérica.

O trilho interseta a estrada onde passa pelo Monumento ao Lobo de Fafião para pouco depois da curva abandonar a estrada alcatroada à esquerda e seguir por caminho florestal inicialmente mal definido até ao centenário Lagar e Moinho comunitário, onde é possível observar o Poço da Cancela nas traseiras do moinho.


Moinho Comunitário da Cancela

Agora o percurso segue para o Rio Fafião, onde se realiza a sua travessia pelas rochas. Hoje não foi possível, os dias anteriores tiveram alguma precipitação, pelo que encontramos um grande caudal no rio que impossibilitou a sua travessia em segurança. No local existe placa de advertência para o perigo: “Piso escorregadio, Risco de queda, Em época de inverno e chuvas não atravessar”. Como já prevíamos esta contrariedade realizamos uma Variante planeada previamente e que não desvirtua em nada o percurso oficial. A variante volta a intersetar o percurso oficial na Ponte da Pigarreira, local onde existe um painel informativo do PR1.

O cruzamento dos Rios Fafião e Conho, permite-nos sentir a frescura vinda das águas. Seguimos agora um caminho de pastoreio ao longo da margem do Rio Conho, sendo necessário a sua travessia. À semelhança do Rio Fafião, também a Travessia do Rio Conho não foi possível devido ao grande caudal do rio. No local existe placa de advertência para o perigo: “Piso escorregadio, Risco de queda, Em época de inverno e chuvas não atravessar”. Como já prevíamos esta contrariedade realizamos nova Variante planeada previamente e que, na nossa opinião, também não desvirtua em nada o percurso oficial, considerando que ao intersetar o percurso oficial retrocedemos até à Fecha do Quelhão. A Fecha do Quelhão, com os seus aproximados 40 metros, é outra das iguarias que este percurso tem para oferecer. Embora de acesso quase impossível podemos contemplar as vistas sobre este colosso que irrompe de um dos antigos locais de nidificação da Águia-Real dentro do Parque Nacional.


Fecha do Quelhão

Voltamos para trás e seguimos o percurso pelo caminho florestal para o Miradouro do Espeto onde se aprecia todo o vale do Rio Fafião. Seguindo o amplo caminho florestal passamos por uma antiga Silha de Ursos à nossa direita que pode passar despercebida devido à densa vegetação. Pouco depois, atravessamos o Rio Fafião por uma rudimentar ponte de cimento e começamos a subir em direção à Portela do Monte, mas antes de aí chegar fizemos um pequeno desvio para visitar o Poço Verde. Vale bem a pena pela sua beleza, uma lagoa de água cristalina fascinante com tons esverdeados que encantam os olhos.


Poço Verde

Chegamos à Portela do Monte a sinalética aponta para o Miradouro Alto da Portela do Monte também conhecido como Miradouro de Fafião, um desvio de ida e volta de 270 metros. Outro desvio que aconselhamos vivamente! Trata-se de um miradouro assente em dois grandes blocos graníticos ligados por uma ponte, a cerca de 800 metros de altitude e com vista panorâmica e ampla sobre os vales que o rodeiam, quer seja aquele que acompanha o rio Cávado de um lado e o rio Cabril do outro. Abrange um panorama vastíssimo e deslumbrante sobre as montanhas ao seu redor!


Miradouro de Fafião

De regresso, passamos pelo Parque Merendas da Portela, local agradável com mesas, grelhador e fonte com água para uma boa pausa. Aproveitamos o local para almoçar. Esta é uma boa oportunidade para quem quiser fazer um percurso mais curto voltar à Aldeia antes de começar o troço maís árduo que sobe pela lateral da Roca do Touro em caminho também de pastorícia.

O trilho segue por estradão florestal, com destaque para o vistoso Carvalho das Lavradas e acompanha uma Levada por escassos metros. Atravessamos a levada e começamos a subir por caminho de pastorícia. Passamos pelo Miradouro da Regideira, ladeamos a Roca do Touro e atingimos, aos 776 metros, a maior altitude deste percurso, assinalado com uma Grande Mariola. O trilho de pé posto começa a descer sobre um dos parques de merendas mais calmos desta região, Chã das Fontelas, onde interseta novo caminho florestal.

Percorridos aproximadamente 500 metros do caminho florestal encontramos nova sinalética de desvio para visitar a Silha de Urso da Roca do Touro e o Penedo Pinto, uma cavernal entrada para um salão natural onde, durante a época das águas, flui um riacho. Fizemos o desvio e circundamos o local, voltando a percorrer 100 metros do caminho florestal até ao já nosso conhecido poste indicativo. Agora, seguimos pela esquerda, continuamos a descer por um troço de declive muito acentuado, atravessamos uma zona florestal de carvalhos, cruzamos a estrada e voltamos a caminho florestal no Sobreiro da Chã do Ceidoiro.

Segue-se uma nova descida em direção ao Miradouro de Lajões, miradouro afunilado sobre o Cávado com vistas privilegiadas sobre as áreas de cultivo da aldeia, a barragem de Salamonde e o serpentear do rio numa visão panorâmica de excelência. Continuamos a descer e !PERIGO DE QUEDA!, uma recente terraplanagem para construção de um caminho, ao que parece particular, originou um acentuado desnível na encosta. O local não tem qualquer sinalética ou proteção! Ultrapassada a dificuldade, o trilho segue encosta abaixo aproximando-se da margem do Rio Cávado e segue pela zona de cultivo da Aldeia, a Veiga. Mas antes ainda temos de atravessar um pequeno ribeiro, que neste dia estava cheio de água…


Miradouro de Lajões

O Trilho entra na Aldeia por Chabouco, zona mais rural e antiga da aldeia, contém edificações como a Casa da Figueira, a habitação mais antiga de Fafião, onde nasceram e cresceram alguns dos mais antigos bispos de Braga, a Capela de S. Tiago, padroeiro da aldeia e a Casa da Mó, transformada hoje em dia no Ecomuseu de Barroso. Pouco depois estávamos no largo da rua da Quelha, local de inicio e termino deste trilho.





Se gosta das nossas trilhas adicione a sua avaliação no final da página.
Obrigado pelo seu comentário e avaliação.

Si te gusta nuestras rutas haz tu propia valoración al final de la página.
Gracias por tu comentario y valoración.

If you like our trails, leave your own review at the end of the page.
Thank you for your comment and review.

A equipa Caminhantes
Waypoint

FAFIÃO (PAINEL INFORMATIVO PR1-MTR)

Waypoint

EIRA DA GALEGA

Waypoint

PAINEL 'FOJO DO LOBO'

Waypoint

FOJO DO LOBO DE FAFIÃO

Waypoint

MONUMENTO AO LOBO DE FAFIÃO

Waypoint

LAGAR DA CANCELA

Waypoint

MOINHO DA CANCELA

Waypoint

POÇO DA CANCELA

Waypoint

TRAVESSIA RIO FAFIÃO

Waypoint

VARIANTE (DIAS GRANDE CAUDAL DO RIO FAFIÃO)

Waypoint

FONTE DA CABADA

Waypoint

FONTE DO LOURINHAL

Waypoint

PONTE DA PIGARREIRA

Waypoint

FIM VARIANTE (PAINEL INFORMATIVO PR1-MTR)

Waypoint

PONTE RIO CONHO

Waypoint

TRAVESSIA RIO CONHO

Waypoint

VARIANTE (DIAS GRANDE CAUDAL DO RIO CONHO)

Waypoint

FIM VARIANTE (PR1-MTR)

Waypoint

VISTA FECHA DO QUELHÃO

Waypoint

RIO CONHO

Waypoint

MIRADOURO DO ESPETO

Waypoint

SILHA DE URSOS

Waypoint

RIO FAFIÃO (PONTE)

Waypoint

POÇO VERDE

Waypoint

PORTELA DO MONTE

Waypoint

MIRADOURO DE FAFIÃO (ALTO DA PORTELA DO MONTE)

Waypoint

PARQUE MERENDAS DA PORTELA

Waypoint

CARVALHO DAS LAVRADAS

Waypoint

LEVADA

Waypoint

MIRDOURO DA REGIDEIRA

Waypoint

ROCA DO TOURO

Waypoint

GRANDE MARIOLA

Waypoint

CHÃ DAS FONTELAS

Waypoint

DESVIO PENEDO PINTO

Waypoint

SILHA DE URSO DA ROCA DO TOURO

Waypoint

PENEDO PINTO

Waypoint

CARVALHAL

Waypoint

SOBREIRO DA CHÃ DO CEIDOIRO

Waypoint

MIRADOURO DOS LAJÕES

Waypoint

! PERIGO DE QUEDA !

Waypoint

RIBEIRO

Waypoint

BEBEDOURO ANIMAIS

Waypoint

LAVADOURO COMUNITÁRIO

Waypoint

CAPELA DE S. TIAGO

Waypoint

ECOMUSEU DE BARROSO

Hozzászólások

    You can or this trail